15Junho2024

  
 

Segurança & Defesa

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Com apoio da SIATT, Marinha do Brasil realiza lançamento do sexto míssil MANSUP, com impacto direto no alvo

Em 21 de fevereiro último, a Marinha do Brasil realizou um novo lançamento do Míssil Antinavio MANSUP, o sexto deles considerando as fases de desenvolvimento e pré-série do programa. O disparo foi realizado a partir da Fragata Defensora, com apoio da Fragata Liberal e de dois helicópteros, um UH-12 Esquilo e um AH-11B Wild Lynx (Fotos: SIATT).

O lançamento obteve pleno sucesso, com o míssil alcançando impacto direto contra o alvo. A SIATT, empresa responsável pelo desenvolvimento e fabricação do SGNC - Sistema de Guiagem, Navegação e Controle do míssil, bem como todo o sistema de telemetria envolvido, realizou os preparativos abrangendo a integração final e testes do armamento no Centro de Mísseis e Armas Submarinas da Marinha (CMASM). Já no período embarcado, apoiou a Marinha com testes a bordo e com a utilização de uma versão compacta de seu CLM - Console Lançador de Míssil instalado junto ao sistema de lançamento da Fragata Defensora.


Acima
MANSUP sendo lançado a partir da Fragata Defensora.



Ao alto e acima
Míssil integrado e testado no CMASM e, já inserido em seu tubo lançador, sendo carregado na Fragata Defensora.

 



Ao alto e acima CLM – Console Lançador de Míssil utilizado no lançamento do MANSUP e sua tela operacional.

O ensaio foi realizado em condições climáticas adversas, com um ciclone tropical próximo à zona de lançamento nos dias da missão. Neste cenário, um outro recurso de apoio desenvolvido pela SIATT foi de grande auxílio para a viabilização da operação: o SIATEX, um sistema de módulos de posicionamento global (GPS) e comunicação a longa distância associados a um software de consciência situacional. Com mar alto, tempo fechado e pouca visibilidade, muitas vezes impedindo a decolagem dos helicópteros de apoio, o SIATEX possibilitou o posicionamento dos navios nas condições desejadas e monitoramento em tempo real de diversos parâmetros preparativos.



Ao alto e acima
Módulo de GPS e Comunicação do SIATEX e seu software de consciência situacional do lançamento.

O engenheiro Robson Duarte, sócio diretor da SIATT e Gerente do Programa MANSUP na empresa, salienta que “neste lançamento foi verificado o perfeito funcionamento do Sistema de Guiagem, Navegação e Controle (SGNC) desenvolvido pela SIATT. O míssil realizou todas as manobras que foram simuladas e testadas em laboratório e, com isto, o SGNC está pronto para utilização operacional e produção em série. Está clara a competência da SIATT em integrar sistemas complexos como o MANSUP, projeto de fundamental importância para a autonomia do Brasil na produção de mísseis. Este sexto lançamento representou uma oportunidade única e inédita, jamais vista no Brasil, de termos um míssil antinavio realizando impacto direto contra o alvo!”.