23Julho2024

  
  

Segurança & Defesa

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Saab conclui fabricação da fuselagem traseira do caça Gripen no Brasil

A peça, fabricada em São Bernardo do Campo, fará parte do 1º lote nacional de aeroestruturas a ser enviado para Gavião Peixoto, onde funciona a linha de produção dos caças Gripen no Brasil.

A fuselagem traseira (Foto: Saab) é a estrutura que comporta o motor do caça Gripen. A peça tem componentes em alumínio e titânio, com medidas de 1,90m de largura por 1,20m de altura e 2,50m de profundidade. Seu peso é de aproximadamente 220 quilos e conta com 750 partes para a sua montagem.  

Essa é a segunda aeroestrutura mais complexa em produção na fábrica  da Saab Brasil, em São Bernardo do Campo, e será enviada diretamente para a fábrica da Embraer, em Gavião Peixoto, onde foi inaugurada a linha de produção do caça Gripen no Brasil.   

Junto com a primeira fuselagem traseira, a Saab Brasil também enviará a segunda fuselagem dianteira produzida no país. As duas estruturas deverão estar disponíveis na linha de produção nacional ainda neste mês de julho. 

Esse é o início de um fluxo de fornecimento de aeroestruturas produzidas na fábrica da Saab em São Bernardo do Campo para a linha de produção do caça em Gavião Peixoto, fortalecendo a cadeia nacional formada pelo Programa Gripen Brasileiro”, comentou Alexandre Barbosa, gerente de engenharia da fábrica de aeroestruturas no Brasil.

A fábrica brasileira é parte da cadeia global para peças do caça. Isso significa que as peças produzidas em São Bernardo do Campo pelos profissionais brasileiros podem ser enviadas tanto para Gavião Peixoto, quanto para Linköping, na Suécia.  

Trata-se de mais um marco para a Saab. Nossa planta está 100% operacional, trabalhando em todos os pacotes definidos para o Brasil. Já atingimos um excelente grau de maturidade industrial na produção de peças menores, como os freios aerodinâmicos e cones de cauda. Agora, estamos evoluindo na produção das partes mais complexas, como as fuselagens dianteira e traseira. Assim, o Brasil já dispõe de conhecimento, ferramentais, processos e profissionais necessários à fabricação de componentes estruturais de uma aeronave supersônica”, ressalta Fabrício Saito, diretor da fábrica da Saab Brasil, em São Bernardo do Campo.