02Julho2022



 

Segurança & Defesa

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

SARP Avenger atua pela primeira vez com Legion Pod

A General Atomics – Aeronautical Systems Inc. (GA-ASI) acabou de liberar a informação de que, em 18 de novembro de 2021, dois SARP Avenger (Foto: GA-ASI), de sua propriedade e equipados com o Legion Pod, da Lockheed Martin, foram empregados para enviar a um centro de comando localizado a longa distância, dados sobre ameaças aéreas coletadas passivamente e fundidas por um algoritmo avançado. Michael Atwood, Diretor de Programas Avançados da empresa, declarou que essa foi a primeira vez em que um ensaio em voo, realizado com recursos próprios, demonstrou a capacidade de plataformas do tipo SARP de transmitir dados já fundidos sobre ameaças aéreas. Durante duas horas, os Avenger sobrevoaram uma área desértica ao sul da Califórnia e o sistema IRST21 do Legion Pod detectou múltiplas aeronaves voando em alta velocidade. O software de fusão da Lockheed Martin combinou os dados recolhidos pelos sensores dos dois pods em tempo real e foi feita a transmissão para uma estação em terra. Essa foi também a primeira vez que sistemas IRST (Infra-Red Search and Track) embarcados em mais de uma aeronave remotamente pilotada transmitiram esse tipo de dados já fundidos para uma estação terrestre. A tecnologia de fusão já havia sido anteriormente testada e bordo de F-15 equipados com o Legion Pod e com os datalinks, durante o exercício operacional Northern Edge. O Legion Pod é um sensor IRST passivo, de longo alcance, e já havia sido testado em diversas plataformas, incluindo duas ARP Avenger.