15Dezembro2017

  

Segurança & Defesa

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Simpósio preparatório para o AMAZONLOG17 aborda pronta resposta a eventual catástrofe em áreas isoladas

Teve início, nessa terça-feira, 26 de setembro, em Manaus (AM), o Simpósio de Logística Humanitária (SILOGEM). A atividade é preparatória para o AMAZONLOG17, exercício interagências de logística humanitária, inédito na América do Sul, que ocorrerá entre 6 e 13 de novembro, na Região Amazônica, em Tabatinga (AM), tríplice fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru. Além das Forças Armadas desses três países e do apoio logístico dos Estados Unidos, o exercício, conduzido pelo Comando Logístico do Exército Brasileiro, contará com observadores de nações amigas.

A palestra de abertura do simpósio, que contou com cerca de 450 participantes, foi proferida pelo Comandante Logístico, General de Exército Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira. Ele ressaltou que o AMAZONLOG17 e todos os seus eventos preparatórios, como o SILOGEM, têm o objetivo maior de colaborar para responder de modo adequado a uma eventual catástrofe em área isolada. “Todos sabemos da precariedade em infraestrutura na Amazônia e da quase ausência do Estado nessa região. Atividades como essa buscam soluções para vencer esses desafios e evitar que sejam feitos atendimentos improvisados às populações afetadas por calamidades”, destacou.

Já o General de Exército César Augusto Nardi de Souza, Chefe de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa, sublinhou que o AMAZONLOG17 se enquadra no contexto das ações subsidiárias em apoio à população civil. “Estamos explorando a experiência de operações conjuntas de cunho humanitário entre as nossas três Forças Armadas, para esse perfil de operação, realizada no ambiente de fronteira”.

Por sua vez, o Diretor-Representante no Brasil da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), Michael J. Eddy, comentou sobre a importância da prevenção aos efeitos das catástrofes. “Há uma estimativa de que cada dólar investido na mitigação de desastres equivale a um valor entre e cinco e dez dólares gastos na assistência às vítimas. Daí a importância de os Governos, mesmo com as barreiras burocráticas, estarem preparados para enfrentarem essas situações”.

O SILOGEM prossegue até o dia 28 de setembro, com apresentações de palestrantes brasileiros e do exterior de agências governamentais e da indústria de defesa.  Em paralelo ao simpósio, acontece uma Exposição de Material de Emprego Militar, com estandes das Forças Armadas e de empresas do setor de Defesa. Nessa mostra, estão expostos materiais de uso dual, com ênfase naqueles empregados em operações de apoio humanitário, Fonte: Agência Verde Oliva (Fotos: ST Edmilson).