22Agosto2017

 

 

 

 

Segurança & Defesa

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

Primeiro voo do Gripen E completado com sucesso

A empresa de defesa e segurança Saab completou hoje o primeiro voo bem sucedido do caça de próxima geração inteligente, Gripen E. Às 10:32 na quinta-feira, 15 de junho, o Gripen E decolou no seu primeiro voo, tripulado por um piloto de teste da Saab. A aeronave (designação 39-8) saiu do aeródromo da Saab em Linköping, na Suécia, e voou (Foto: Saab) sobre as partes orientais de Östergötland por 40 minutos. Durante o voo, a aeronave realizou uma série de ações para demonstrar vários critérios de teste, incluindo a retração e a extensão do trem de pouso.

“O voo foi exatamente como esperado, com o desempenho da aeronave combinando com a experiência em nossas simulações. Seu desempenho de aceleração é impressionante com um bom manuseio. Não preciso dizer que estou muito feliz por ter pilotado este voo inaugural”, diz Marcus Wandt, Piloto de Testes da Saab.

“Hoje, voamos esse caça de classe mundial pela primeira vez. Nós conseguimos isso com o software totalmente qualificado para o revolucionário sistema de aviônica. Trata-se de dar aos nossos clientes um sistema de combate inteligente com o futuro projetado desde o início. As atividades de teste de voo continuarão a desenvolver essa conquista com o programa no caminho certo para alcançar o cronograma de entrega de 2019 para nossos clientes suecos e brasileiros”, diz Jonas Hjelm, vice-presidente sênior e chefe da área de negócios Saab Aeronautics.

O Ministro da Defesa, Raul Jungmann, e o Comandante da Força Aérea Brasileira, Brigadeiro Rossato (Foto: FAB), presenciaram o primeiro voo do caça Gripen E.

O Brasil está adquirindo 36 novas aeronaves de caça Gripen NG de múltiplo emprego. O caça sueco é um modelo supersônico monomotor projetado para missões ar-ar, ar-mar e ar-solo sob quaisquer condições meteorológicas.

A versão brasileira, desenvolvida em parceria com empresas locais, contará com modernos sistemas embarcados, radar de última geração e capacidade para empregar armamentos de fabricação nacional.

A previsão é que os 36 caças Gripen NG sejam entregues à Força Aérea Brasileira entre 2019 e 2024. A principal base de operações do Gripen será na Ala 2, antiga Base Aérea de Anápolis, no interior de Goiás, podendo operar a partir de pistas de pouso espalhadas em todo o País.