20Abril2024

  
  

Segurança & Defesa

Portuguese English French German Italian Russian Spanish

F-39 Gripen destaca-se nos testes de IRST durante simulação de batalha aérea

A aeronave F-39 E Gripen de matrícula FAB 4100 (Fotos: Saab), dedicada a testes no Brasil, participou de uma campanha de ensaios em voo em Anápolis (GO) para testar o Infrared Search and Track (IRST), sensor passivo de detecção de alvo de longa distância.

Para a atividade, dois caças F-39E Gripen e um F-5EM simularam um combate aéreo. A aeronave de testes, FAB 4100, conduzida pelo piloto de provas da Saab, Jonas Jakobsson, teve como missão localizar as outras duas aeronaves utilizando o IRST.

Um segundo Gripen foi conduzido pelo Tenente-Coronel Cristiano de Oliveira Perez, piloto de provas do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV) da Força Aérea Brasileira (FAB). Já o F-5 voou sob o comando do Coronel Bettega , também piloto de testes do IPEV. 

Foram realizados três voos que duraram entre 1h e 1h30. Profissionais brasileiros, da Saab e da Embraer, estiveram envolvidos em toda a campanha de ensaios, com o acompanhamento de engenheiros suecos da Saab.

O IRST é capaz de detectar e identificar alvos a longas distâncias por meio de suas assinaturas infravermelhas, ou seja, pelo calor emitido. Localizado na parte dianteira do caça, o sistema funciona como um sensor passivo que identifica objetos de interesse de tipos e em ambientes variados, seja elas aeronaves em voo, embarcações no mar ou viaturas em terra.